Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Alguém me arranja o Fator C?

Quarta-feira, 15.04.15

 

Enfermagem.jpg

 

Bem, acho que quando tentamos entrar no mercado de trabalho, nos começamos a aperceber que a sociedade está de tal maneira dividida que só vinga quem realmente tem o dito cujo Fator C. Sim porque fator x, todos ou, pelo meno, quase todos temos para a nossa profissão. Mas e o Fator C? Onde é que ele anda? Alguém me consegue arranjar?

 

Hoje estou "pussessa". Lembram-se de ouvirem falar de que "o ministério da saúde vai contrar x (centenas) de enfermeiros por forma a combater as necessidades de cada Hospital"? Pois bem... Fui admitida à 2ª fase de um concurso de recrutamento de enfermeiros para uma bolsa de 2 anos. Dos cerca de 2000 enfermeiros que concorreram, passaram à 2ª fase cerca de 500, que foram convocados para hoje, apresentarem documentos, por forma a serem chamados para entrevista. 

 

Dos 500 enfermeiros admitidos, hoje, apresentaram-se cerca de 300 que, num auditório, ouviram que precisam de imediato de 20 (VINTE, leram bem) enfermeiros. Estão a imaginar a risada total? 300 e tal pessoas a rirem-se do que nos tinham acabado de transmitir. A sério que tudo isto é para colocar APENAS 20 enfermeiros que, certamente, têm o tal Fator C e já estão escolhidos? 

 

Primeiro é rídiculo dizerem que as necessidades dos hospitais da região em questão, só necessitam de mais 20 enfermeiros. Segundo, querem tapar os olhos a quem?! Ao zé povinho? É que já nem a ele conseguem!! 

 

Acho que a frase mais ouvida foi mesmo "só estou aqui por descargo de consciência, já estão todos escolhidos".

 

Triste realidade que nos faz questionar tanto da nossa vida. Que futuro terei?

 

.........

Autoria e outros dados (tags, etc)

por O que se ama às 20:46

"Para ti...uma enfermeira!" - Enfarte Agudo do Miocárdio

Domingo, 08.03.15

ScreenShot006.bmp

 

Após o primeiro post desta rubrica ( "Para ti...uma enfermeira!" - Suporte Básico de Vida ), surgiram algumas dúvidas a cerca de determinados assuntos, nomeadamente o Enfarte Agudo do Miocárdio, conhecido vulgarmente como Ataque Cardíaco

 

Antes de mais, importa referir que o Enfarte Agudo do Miocárdio se trata de uma emergência médica em que, mais uma vez, a palavra AGIR se torna imponente. Neste caso, e, após a identificação dos sintomas, é de extrema importância ligar para o 112 para que a vítima seja assistida em tempo útil.  

 

 

 

Enfarte Agudo do Miocárdio.jpg

 

 

Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM)

 

O enfarte agudo do miocárdio ocorre devido à diminuição ou interrupção do fluxo sanguíneo, como consequência da obstrução de uma artéria coronária, levando à destruição do músculo cardíaco por falta de óxigénio. 

 

A causa mais comum é a obstrução das artérias coronárias por aterosclerose (acumulo de placas de gordura, colesterol ou outras substâncias, nas paredes das artérias) e trombo/coagulo.

 

Fatores de Risco

 

  • Aumento do colesterol;EAM.bmp
  • Hipertensão Arterial;
  • Diabetes Mellitus;
  • Tabagismo;
  • Consumo de drogas;
  • Alcoolismo;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Stress;
  • História familiar de doença coronária;
  • Idade avançada. 

 

Sinais e sintomas

 

Sinais e sintomas EAM.jpg

 

 

  • Dor no centro do peito tipo aperto, peso, pressão ou ardor;
  • A dor, irradia para o braço esquerdo, mandíbula, pescoço e/ou costas;
  • Suores;
  • Naúseas;
  • Falta de ar;
  • Ansiedade;
  • Fraqueza. 

 

 

 

 

O que fazer perante uma suspeita de EAM? 

 

  1. Manter a calma, não fazer esforços e colocar-se numa posição confortável e relaxada;
  2. Ligar 112. Seja preciso, identifique-se e descreve claramente aquilo que sente. Lembre-se que, não há tempo a perder. No caso de se encontrar acompanhado, deve ser o acompanhante a realizar a chamada. O técnico do INEM que o atender, irá dar-lhe todas as indicações necessárias.
  3. Se tiver, tome uma aspirina;
  4. Desapertar toda a roupa apertada (cinto, botões da camisa);
  5. Se estiver perto de um hospital, peça a alguém para o levar. Não conduza!

 

Importa referir, que, no caso de a vítima ficar inconsciente, enquanto esperam pelos meios de socorro, devem iniciar de imediato o Suporte Básico de Vida

 

Tratamentocoração.jpg

 

Cada caso é um caso e, por conseguinte, o tratamento do EAM vai depender da extensão do enfarte e/ou das complicações associadas.

 

Assim sendo, o tratamento pode ser através de medicamentos, através de angioplastia (técnica invasiva percutânea) ou tratamento cirúrgico (cirurgia cardíaca). 

 

Se tiverem qualquer tipo de dúvida, não exitem em perguntar através da zona de comentários ou através do e-mail oqueseama@hotmail.com. Estou aqui por e para vocês*

Autoria e outros dados (tags, etc)

por O que se ama às 15:05

"Para Ti...uma enfermeira" - Suporte Básico de Vida

Quinta-feira, 26.02.15

ScreenShot006.bmp

 

 

Para o lançamento desta rúbrica, decidi optar por um tema generalista que abrangesse a população em geral e, nada melhor do que iniciar com algo que todas as pessoas deveriam saber: Suporte Básico de Vida.

 

Assustaram-se com o tema? Calma. Não é nenhum monstro e muito menos um bicho de sete cabeças. São apenas gestos, que quando realizados em tempo oportuno, podem salvar uma vida. Sim, vocês, podem salvar uma vida! 

 

Imaginem que iam na rua e se deparavam com uma pessoa caída no chão e com perda de consciência. O que faziam? Certamente que, as reações seriam as mais variadas, no entanto, poderiam não ser as mais corretas tendo em conta o tempo que existe de manobra. 

Suporte Básico de Vida.bmp

 

 

Aquilo que nunca nos podemos esquecer é que quando ocorre uma paragem Cardio-Respiratória o tempo de intervenção vai delinear as hipóteses de sobrevivência da vítima. Assim, todos os cidadãos deveriam saber agir de imediato perante uma situação destas, pois esperar por um meio de socorro pode diminuir para 98% as hipóteses de sobrevivência.

 

 

 

Vamos lá então explicar:

 

1º - Avaliar a segurança

Seja qual for a situação, devem sempre avaliar se estão em segurança e se não correm nenhum risco que possa por em causa a vossa integridade física:

  • Risco ambiental:  Choque elétrico, derrocadas, explosão, tráfego, etc.
  • Risco toxicológico: exposição a gás, fumo, tóxicos, etc.
  • Risco infeccioso: tuberculose, hepatite, HIV, etc. 

 

SBV.bmp

 

2º - Avaliar se a vítima responde

Abanar os ombros da vítima e perguntar "Sente-se bem? Está bem?". Caso não exista qualquer tipo de resposta ou reação, chamar por ajuda.

 

3º Gritar por ajuda

Se tiver alguém consigo, peça-lhe que fique ali pois pode precisar de ajuda. Se estiver sozinho, grite

por ajuda sem nunca abandonar a vítima.

 

 

4º Permeabilizar a Via Aérea - ASBV - Via aérea.bmp

Desapertar a roupa à volta do pescoço e expor o tórax. 

Quando alguém se encontra inconsciente, a língua, como é um músculo, fica relaxada e pode ocorrer queda da língua provocando o bloqueio da via aérea. Assim, devem fazer a elevação do queixo e extensão da cabeça.

Nota: No caso de se tratar de uma vítima de trauma, não deve ser feita a extensão da cabeça.

 

 

 

 

SBV _ VOS.bmp

 

5º Respiração está normal? - B

Com a via aérea permeável, aproximem a vossa cara da cara da vítima e, durante 10 segundos, realizem "VOS":

  • Ver - se existem movimentos torácicos;
  • Ouvir - ouvir os sons respiratórios saídos da boca/nariz;
  • Sentir - o ar expirado a bater na face;

 

 

6º A vítima respira.

A vítima deve ser colocada em posição lateral de segurança (PLS).

(explicarei noutro post) 

 

7º - A vítima não respira. E agora?

 No caso de estarem sozinhos, liguem de imediato para o 112, explicando apenas o essencial: "Boa tarde, estou perante uma vítima do sexo (masculino/feminino), com aproximadamente x anos, inconsciente e que não respira. Encontro-me na Rua x, nº x " . 

 

Se estiver outra pessoa presente, será ela a fazer o pedido de ajuda e vocês, iniciam de imediato as compressões torácicas. 

 

8º Iniciar as compressões torácicas

 

Para iniciarem as compressões torácicas, a vítima deve estar sobre uma superfície dura, preferêncialmente o chão e, deitada em decúbito dorsal (costas para baixo, barriga para cima). 

 

Ajoelhem-se sobre a vítima, coloquem a base de uma mão sobre o centro do tórax da vítima e coloquem a outra mão sobre esta, entrelaçando os dedos. Mantenham os braços completamente esticados, sem fletir os cotovelos e posicionem-se de forma a que os ombros fiquem perpendiculares às vossas mãos. 

 

SBV - Compressões torácicas + insuflações.bmp

 

 

A partir deste momento, devem iniciar as 30 compressões com uma frequência compreendida entre 100 a 120 por minuto, e não mais que 120/min. 

 

Findadas as 30 compressões, fazer 2 ventilações. A decisão de realização de ventilações, sem máscara, fica a critério de cada um de vocês. Assim, no caso de não realizarem ventilações, devem prosseguir com as mais 30 compressões sem existir nenhum intervalo entre os ciclos.

 

Só devem parar, se:

  • Chegar ajuda (ambulância);
  • Estiverem fisicamente exaustos;
  •  A vítima começar a ventilar/respirar normalmente. 

 

Ninguém gosta de estar perante uma situação destas, no entanto, se acontecer, a palavra AGIR torna-se imperativa e o saber fazer é uma questão de vida ou de morte. 

 

Se alguma vez tiverem a oportunidade de realizar um curso de Suporte básico de Vida, façam-no. Se alguma vez tiverem a oportunidade de assistir a uma demosntração, assistam. Não ignorem um assunto tão importante. 

 

Se tiverem qualquer tipo de dúvida, não exitem em perguntar através da zona de comentários ou através do e-mail oqueseama@hotmail.com. Estou aqui por e para vocês*

 

* Imagens e informação retiradas do Manual de SBV do INEM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por O que se ama às 15:50

Para ti...uma enfermeira!

Quarta-feira, 25.02.15

 

ScreenShot006.bmp

Após uns longos dias a pensar no título e em temas para dar início a esta rúbrica, hoje, dou ínicio ao projeto que tanto gozo me vai dar.

 

"Para ti...uma enfermeira" será um espaço, feito e pensado, especialmente, em vocês, com o objetivo de vos transmitir informações credíveis e, consequentemente retirar algumas dúvidas que possam surgir. Conto com a vossa ajuda para tornar este espaço ativo e interessante e, convido-vos a ler o primeiro post que será lançado ainda hoje. 

 

Podem visitar também o blog Aprender uma coisa nova por dia, nem sabe o bem que lhe fazia! com o qual passei a colaborar, após o gentil convite da Magda Pais. 

 

Qualquer dúvida ou seugestão, não exite em contactar-me por e-mail, para oqueseama@hotmail.com, ou através da zona de comentários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por O que se ama às 16:13

Saudades de ser enfermeira

Sábado, 07.02.15

Enfermagem.jpg

 

 

 

Já alguns dias que queria iniciar este texto, mas não sabia como começar e, sinceramente, hoje também não sei. Vou deixar-me levar pelas palavras e deixar que as mesmas falem por mim. Há 6 meses atrás terminei a licenciatura em enfermagem…é, sou oficialmente enfermeira à 6 meses e se me perguntaram o que mudou na minha vida até então, a única coisa que vos sei responder é: frustração. É frustrante passar os dias a enviar dezenas de currículos e nem respostas obter. É frustrante ver colegas meus a abondar o país, a levarem o ensino português em enfermagem além-fronteiras, onde nos dizem os melhores. É frustrante ver concursos onde pedem “pelo menos um ano de experiência” – por esta ordem de ideias, quem não tem experiência, nunca a vai ter -. Doi tanto olhar e sentir esta realidade quando se ama aquilo que se faz. Não imaginam as saudades que tenho de entrar num hospital e pensar que tenho 8 horas de trabalho pela frente. As saudades que tenho de sentir aquela adrenalina, as saudades que tenho de CUIDAR.

 

Depois de tanto tempo, sinto necessidade de aplicar no meu dia-a-dia tudo aquilo que aprendi. Pensei e repensei e achei que através do blog poderia chegar a muitas pessoas. Assim, a partir deste momento, todas as semanas lançarei um post a cerca de temas relacionados com a minha profissão, esperando que, de alguma forma, vos possa ajudar.

 

Para tal, vou pedir a vossa colaboração também, pedindo que me enviem sugestões e que me enviem as vossas dúvidas, para o e-mail oqueseama@hotmail.com, ou neste post através dos comentários.

 

O que acham desta ideia? Tenho sinal verde da vossa parte? =)

 

E já agora… como acham que se deveria chamara esta “rúbrica” (se assim lhe podermos chamar? =)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por O que se ama às 21:28


Mais sobre mim

foto do autor





youzz.net


Parcerias